Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Com 2 gols de Rodrigão, Bahia faz 3 a 0 na Ponte Preta em Campinas

13 de Julho de 2017 01:25
16 0
Com 2 gols de Rodrigão, Bahia faz 3 a 0 na Ponte Preta em Campinas

A Ponte Preta terá pesadelos com o atacante Rodrigão nesta quarta-feira. Jogando no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, time de Gilson Kleina perdeu para o Bahia por 3 a 0, com dois gols do estreante, que fez sua primeira partida como titular, e um de Renê Júnior, jogador emprestado aos baianos justamente pelo time da casa. O resultado desta 13ª rodada encerrou a sequência de sete jogos sem vencer do Bahia e empurrou os paulistas para a briga contra a zona de rebaixamento.

Foi ainda a primeira vitória do Bahia fora de casa em toda a competição, que agora aparece com 15 pontos, igualado com a própria Ponte Preta, mas à frente pelo saldo de gols. Para não entrar de vez na zona de rebaixamento, o time de Campinas precisa torcer para que Vitória e Avaí não vençam seus jogos contra Vasco e Coritiba, respectivamente, sendo que ambos têm a vantagem de atuar como mandantes nesta rodada.

Jogar fora de casa, até aqui, foi o calcanhar de Aquiles do Bahia. Justamente por isso a proposta do técnico Jorginho era de dar espaço à Ponte, esperando por um vacilo na marcação. E ele apareceu logo aos três minutos do primeiro tempo. Numa arrancada pela direita, Zé Rafael foi derrubado por Fernandinho. Régis cobrou na marca do pênalti para Rodrigão, que tocou no contrapé de Aranha e marcou no primeiro lance da partida.

Emprestado pelo Santos até o final da temporada, Rodrigão fez seu primeiro gol com a camisa do Bahia. Ele foi oficializado na última sexta-feira, chegou a entrar no segundo tempo do empate por 1 a 1 com o Fluminense, mas só diante da Ponte Preta conseguiu começar a partida entre os titulares. O gol, inclusive, foi apenas o segundo dos baianos fora de casa - o primeiro aconteceu na 2ª rodada, quando perdeu para o Vasco por 2 a 1 em São Januário.

Diante deste cenário, o Bahia recuou a marcação e deixou a bola com a Ponte Preta, que tinha dificuldade para criar. Artilheiro do time da casa, Lucca era o que mais arriscava, principalmente nas bolas paradas. A principal oportunidade para os anfitriões aconteceu aos 13 minutos, quando Fernando Bob calibrou o pé e conseguiu acertar um lançamento longo para Claudinho. O jovem atacante dominou nas costas da marcação, frente a frente com Jean, mas conseguiu finalizar pela linha de fundo, deixando a torcida ainda mais enfurecida.

O lance com apenas 13 minutos já rendeu vaias ao jogador, que mais tarde precisou ser substituído pelo técnico Gilson Kleina - Claudinho deixou o gramado visivelmente irritado. Mas a falha não estava apenas na parte ofensiva. Antes do apito final do primeiro tempo, Rodrigão teve pelo menos duas oportunidades para ampliar a vantagem do Bahia, em dois cochilos da marcação, mostrando que estava numa noite de estrela.

E ele comprovou a tese com apenas oito minutos do segundo tempo. Num chutão do zagueiro Lucas Fonseca, a bola acabou nos pés de Rodrigão, que dominou bonito, tirou Aranha pra dançar, cortou pra direita e bateu sem goleiro, para desespero do torcedor da Ponte Preta. No lance, o atacante acabou pisando em falso no gramado e precisou ser substituído por Ferrareis.

Se o clima já não estava bom, tudo foi por água abaixo com o segundo gol de Rodrigão. A torcida da Ponte perdeu a paciência e passou a vaiar a equipe, que em campo se mostrava sem nenhuma estratégia para virar a partida. Kleina até abandonou o esquema com três volantes e lançou Felipe Saraiva e Xuxa nos lugares de Wendel e Jadson, mas não tinha cartas na manga para encontrar espaço na marcação do Bahia.

Já aos 39 minutos do segundo tempo, Vinícius teve tranquilidade para encontrar Renê Júnior entre os zagueiros e tocou para o atacante, que recebeu, dominou e bateu forte para vencer Aranha e dar números finais ao jogo.

Agora na briga contra a zona de rebaixamento, a Ponte Preta não vai ter tempo para digerir a derrota dentro de casa. No próximo domingo o time de Gilson Kleina viaja para Porto Alegre (RS) para enfrentar o Grêmio, às 16 horas. Já o Bahia recebe o Avaí no estádio do Pituaçu, às 19 horas, em Salvador (BA), num confronto direto contra as últimas posições do Campeonato Brasileiro.

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Kadu e Fernandinho; Fernando Bob, Wendel (Felipe Saraiva), Jadson (Xuxa) e Claudinho (Yuri); Emerson Sheik e Lucca. Técnico: Gilson Kleina.

BAHIA - Jean; Eduardo. Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Sales, Renê Júnior, Régis (Vinícius) e Zé Rafael (Juninho); Mendoza e Rodrigão (Gustavo Ferrareis). Técnico: Jorginho.

GOLS - Rodrigão, aos 3 minutos do primeiro tempo. Rodrigão, aos 8 minutos, e Renê Júnior, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernandinho (Ponte Preta); Tiago e Zé Rafael (Bahia).

Leia também: Ponte Preta vence no Paraguai e também garante vaga na próxima fase

Fonte: otempo.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0