Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

7 mulheres listam os erros brochantes que homens cometem no sexo

9 de Junho de 2018 01:01
24 0
7 mulheres listam os erros brochantes que homens cometem no sexo

Por não saberem como funciona o corpo da parceira, alguns homens agem na cama achando que vão aumentar o tesão da mulher, mas só conseguem jogar o clímax dela lá para longe.

“Eu me incomodo quando o cara diz, no meio da transa, que quer me fazer gozar muito. E demonstra estar a todo momento na expectativa para que isso aconteça. O melhor parceiro que tive foi um que não se importava com isso, ele deixava bem claro que adorava me beijar e me tocar e me ver aproveitando o momento. Com ele eu não me preocupava, eu via que ele estava fazendo aquilo por curtir. E quer saber? Eu relaxava tanto, que gozava!” Camila, 34, auxiliar de escritório.

“Eu não gosto quando o cara fica me pedindo muita coisa quando eu estou, claramente, concentrada no meu prazer. Tipo ‘fala que você estava com tesão de dar pra mim’. ‘Arranha minhas costas’. ‘Morde meu pescoço’. Todas essas atitudes são válidas e eu vou ter o maior prazer de agradá-lo, mas não quando estou concentrada em sentir todas as sensações e chegar ao orgasmo. É legal quando o par respeita esse egoísmo temporário que a gente tem que ter na transa.” Mariana, 33, social media.

“O que me prejudica meu orgasmo é ficar perguntando: ‘Está perto’? ‘Tá chegando?’. Eu me sinto sendo apressada, como se eu tivesse que gozar logo para ele se sentir bem com ele mesmo. Aí não tem jeito, eu demoro mais para chegar lá e, quando vem, é bem menos intenso.” Beatriz, 18, estudante.

“Atrapalha quando ele percebe que não estou perto de gozar e pega no meu clitóris bruscamente, querendo estimular rápido, achando que isso vai acelerar eu chegar lá. Mas acontece o contrário: atrasa. Eu sei que não é por mal, acho que é muito mais por acreditar que o que serve para o corpo dele, também serve para o meu também. Mostra uma preocupação em me fazer gozar, mas não funciona.” Isadora, 22, estudante.

“O problema é quando eu aviso para o cara que vou gozar e ele acelera o ritmo, em vez de continuar do jeito que estava bom. Quer dizer, ele não se mantém na estratégia que estava dando certo, ele muda e isso sempre me brocha, a sensação boa desaparece. Tem funcionado mudar a minha fala. Hoje, quando estou quase gozando, digo: ‘Se você continuar fazendo exatamente assim eu vou gozar, está muito gostoso’” Juliana, 28, jornalista.

"Me atrapalha quando ele tenta estimular o meu clitóris enquanto está metendo. Os dois movimentos juntos, vindo dele, normalmente, não são coordenados. E como ele também não sabe em que fase da excitação eu estou, acaba fazendo com que eu perca a sensibilidade do clitóris e fica mais complicado de chegar ao orgasmo. Eu prefiro que ele se concentre só na penetração e eu mesma me masturbo” Leticia, 19, estudante.

Fonte: universa.uol.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0