Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Após metade da fase de grupos, seis brasileiros estariam nas oitavas da Libertadores; veja a situação de cada clube

21 de Abril de 2017 10:08
24 0

Se a fase de grupos da Copa Libertadores terminasse exatamente nesta semana, seis dos oito representantes brasileiros estariam classificados para as oitavas de final do torneio. Isto é: Botafogo, Santos, Flamengo, Palmeiras, Atlético-MG e Grêmio. Apenas os torcedores de Atlético-PR Chapecoense teriam motivos para lamentar.

Todos já disputaram metade da fase de grupos e tem ainda três jogos pela frente.

Os seis citados estão na zona de classificação para as oitavas, sendo que apenas o Atlético-MG não lidera a própria chave.

Já o Atlético-PR, que está no mesmo grupo do Flamengo, é o terceiro colocado e teria de se consolar com a ida para a Copa Sul-Americana. O mesmo ocorre com a Chapecoense, que é a terceira colocada do grupo 7 da competição.

O time carioca teve de superar duas fases preliminares para chegar à fase de grupos da Libertadores, mas acabou impressionando pela personalidade.

O time tem sete pontos e lidera o grupo 1, com duas vitórias (uma delas contra o atual campeão, o Atlético Nacional, na Colômbia), e um empate.

A situação na chave é aparentemente tranquila. O Barcelona-EQU é o vice-líder com sete pontos, mas o terceiro colocado (Estudiantes, da Argentina) tem apenas três e o Atlético Nacional, da Colômbia, é o lanterna sem nenhum ponto conquistado.

Isso significa que se o Botafogo derrotar o Barcelona no próximo dia 2 de maio e o Estudiantes perder para o Atlético Nacional, a equipe carioca estará nas oitavas. Se ocorrer empate nesta partida, o time alvinegro dependerá de só mais um ponto para avançar.

Uma vitória e dois empates em três rodadas. Apesar de o desempenho não transmitir tanta confiança, o Santos lidera o grupo 2 com cinco pontos. Mas a chave está embolada.

O Santa Fe, da Colômbia, e The Strongest, da Bolívia, tem quatro pontos cada um e apareceram na segunda e na terceira colocação, pela ordem. O Sporting Cristal, do Peru, é o lanterna, com apenas dois. Mas todos ainda têm chance de classificação.

Duas vitórias, no entanto, devem resolver a vida do Santos. Os próximos rivais são justamente Santa Fe, no Pacaembu, e Strongest, na Bolívia, os rivais diretos pela classificação.

O Flamengo faz uma boa campanha, com duas vitórias e uma derrota. Lidera assim o grupo 4 com seis pontos, mas a vida não é nada mole para o clube rubro-negro porque a chave é uma das mais complicadas da competição sul-americana.

Leia também: Palmeiras decepciona, cai para a Chapecoense e completa terceiro jogo sem vencer

Na segunda colocação, está a Universidad Católica, que já derrotou o Flamengo no torneio, com cinco pontos. Logo em seguida aparece o Atlético-PR, com quatro. Na laterna, o San Lorenzo tem apenas um ponto, mas ainda tem chance de classificação. Com nove pontos em disputa, ele pode somar dez e ir tranquilamente para as oitavas de final.

O Palmeiras não precisou passar pela dramática fase preliminar da Libertadores, e o atual campeão brasileiro soma os mesmos sete pontos do Botafogo após três rodadas.

Porém, o Palmeiras já jogou duas vezes como mandante, enquanto os cariocas jogaram somente uma vez. E o grupo da equipe alviverde tem uma situação mais favorável.

O Jorge Wilstermann, da Bolívia, é o segundo colocado, com seis pontos. Logo depois estão Peñarol, do Uruguai, com três, e Atlético Tucumán, da Argentina, com um.

O Palmeiras enfrentará o Peñarol, em Montevidéu, na quarta rodada. Um triunfo deixará o time com dez pontos e virtualmente classificado de forma antecipada às oitavas. Isso porque os uruguaios poderiam somar no máximo nove pontos.

Para a vaga ser confirmada com certeza e de forma antecipada, o time alviverde precisa contar com uma vitória do Jorge Wilstermann contra o Tucumán ou até empate.

Leia também: Presidente do Atlético-PR critica Arena do Grêmio: "Parece que tem 20 anos"

Com elenco forte e técnico que chegou a ser cobiçado por outros grandes clubes, o Atlético-MG vem sofrendo na Libertadores. É o segundo colocado do grupo 6, na fase de classificação para as oitavas, é verdade, mas ainda não convenceu.

O time de Belo Horizonte tem quatro pontos. O líder é o Godoy Cruz, da Argentina, com sete. Em terceiro, está o Libertad, do Paraguai, com quatro. E na lanterna aparece o Sport Boys, da Bolívia, com apenas um.

A situação é bem desconfortável. Difícil prever a classificação. O Atlético-MG precisa derrotar o Libertad, de quem perdeu por 1 a 0, para não ficar ameaçado.

A Chapecoense passou por uma reconstrução na atual temporada e tem buscando fazer um bom papel em sua primeira Copa Libertadores. Está na terceira colocação do grupo 7, com quatro pontos, com uma vitória, um empate e uma derrota.

A chave é bem complicada. Tem o Lanús, da Argentina, na liderança com seis pontos. O Nacional, do Uruguai, é o segundo, com quatro. E o lanterna é o Zulia, da Venezuela, com três. Ou seja, todos estão bem próximos e com chances de classificação.

A exemplo de Botafogo e Palmeiras, o Grêmio também tem sete pontos e lidera o grupo 8. Mas a situação da chave é mais parecida com a realidade botafoguense.

Isso porque o vice-líder é o Guaraní, do Paraguai, que tem os mesmos sete pontos. O Deportes Iquique aparece em terceiro, com três, enquanto o Zamora não somou ponto.

Para avançar às oitavas de forma antecipada, os gremistas precisam vencer o Guaraní, no próximo dia 27, e torcer por uma derrota do Iquique para o Zamora. Se houver empate neste jogo, o Grêmio dependerá de mais um ponto para avançar.

Leia também: Com time reserva, Grêmio empata com Atlético-PR e perde chance de encostar no Corinthians

Fonte: espn.uol.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0