Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Bahia Notícias / Notícia / Haddad herda mais votos que Bolsonaro dos eleitores de Alckmin, segundo Datafolha

7 de Outubro de 2018 10:20
16 0
Bahia Notícias / Notícia / Haddad herda mais votos que Bolsonaro dos eleitores de Alckmin, segundo Datafolha

Quase metade dos eleitores do tucano Geraldo Alckmin, cujo partido é rival do PT desde 1994, votaria no petista Fernando Haddad em um eventual segundo turno contra Jair Bolsonaro (PSL), aponta a pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (6).

Para 45% dos entrevistados que disseram votar em Alckmin no primeiro turno, o candidato do PT seria o escolhido por eles caso a disputa se limite a Bolsonaro e Haddad.

Os que preferem Bolsonaro nessa situação são 32%. Outros 22% dizem que anulariam ou votariam em branco, enquanto 2% não sabem.

Alckmin, que está em quarto lugar na pesquisa com 8% dos votos válidos (conta que exclui brancos, nulos e indecisos), fez campanha contra os dois candidatos em seus programas de rádio e TV, afirmando que ambos são candidatos que representam extremos.

Leia também: Mourão diz que debate de Bolsonaro com Haddad não seria um problema

Parte de seus aliados, incluindo o candidato ao governo de São Paulo João Doria (PSDB), tem se aproximado do eleitorado de Bolsonaro e sinalizado apoio no segundo turno ao capitão reformado.

No entanto, a rejeição a Bolsonaro em relação a Haddad também é maior nos eleitores de Alckmin.

Entre os entrevistados que votam no tucano, 57% disseram que não votaria de jeito nenhum em Bolsonaro neste domingo, dia da eleição.

Entre os eleitores da maioria dos outros candidatos, a preferência por Haddad também é maior do que a por Bolsonaro - as exceções são do eleitorado de João Amoêdo, do Novo (o capitão reformado vence por 51% a 21%), e Cabo Daciolo, do Patriota (57% a 26%).

Entre os eleitores de Ciro Gomes (PDT), 67% votaria em Haddad no segundo turno, contra 14% de Bolsonaro. Já entre os de Marina Silva (Rede), esse número é de 61% a 20%.

Ainda assim, no geral, Bolsonaro tem vantagem sobre Haddad em simulação de segundo turno, com 45% contra 43%.

O Datafolha entrevistou 19.552 eleitores de 382 municípios na sexta (5) e no sábado (6). A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-01584/2018 e foi contratada pela Folha e pela TV Globo.

Leia também: Haddad propõe usar reservas cambiais para produzir energia

Fonte: bahianoticias.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0