Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Buscas por quarto envolvido em assalto em Santa Margarida envolve mais de 200 homens

11 de Julho de 2017 20:04
60 0
Buscas por quarto envolvido em assalto em Santa Margarida envolve mais de 200 homens

Três criminosos foram presos. No assalto, um policial militar e um vigilante foram assassinados e outras duas pessoas ficaram feridas

duas pessoas ficaram feridas. De acordo com a Polícia Militar (PM), o grupo é especializado em ataques a bancos e é de alta periculosidade.

As buscas envolvem policiais de várias cidades da Zona da Mata, do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e equipes de Belo Horizonte. Contam com ajuda de uma aeronave da corporação. As ações estão concentradas em cidades próximas a Santa Margarida.

De acordo com a Polícia Civil, os homens presos na operação de segunda-feira foram identificados como Josimar Pereira Rodrigues, 30 anos, Sirlande da Silva Ferreira, de 27 anos, e Wesley Rosa Firmino, de 21. Eles foram presos em flagrante por latrocínio, sequestro e associação criminosa. Os três também são suspeitos de cometer outros assaltos a bancos.

Nesta terça, os corpos do cabo da PM Marcos Marques da Silva, de 36, e do vigilante Leonardo José Mendes, de 53, foram sepultados em Manhuaçu e Santa Margarida, respectivamente. Policiais da capital e do interior do estado fizeram um sirenaço em homenagem ao militar nesta manhã.

Conforme o boletim de ocorrência, o cabo Marcos mandou os homens se renderem, mas eles responderam com mais disparos. O militar revidou com um tiro, mas as pessoas que estavam na caminhonete pediram para ele não atirar, porque eram reféns. O policial cessou os disparos, mas os autores avançaram e o atingiram. Ele apresentava mais de quatro perfurações no rosto e uma no ombro esquerdo. Um colega de farda levou o cabo Marcos para o hospital da cidade, onde a morte foi confirmada.

Ainda segundo o documento, os criminosos na caminhonete chegaram a comemorar, com gritos, a morte do policial. Eles libertaram os reféns após saírem da área urbana da cidade. O motorista reduziu a velocidade do veículo e as vítimas foram obrigadas a pular, sofrendo escoriações.

Um cerco foi armado na região, enquanto os criminosos fugiam em direção à zona rural com os reféns. Por volta das 12h, a caminhonete, uma Fiat Toro, foi encontrada, abandonada no mesmo local em que as vítimas foram liberadas. Em um matagal próximo, a polícia encontrou várias armas e munição.

Fonte: em.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0