Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

'CPI das Funerárias' convoca sete pessoas para prestarem depoimentos em Sorocaba

25 de Setembro de 2018 17:28
72 0

Trabalho analisa contratos vigentes de empresas que prestam o serviço na cidade; funerárias estão definindo quem tem direito a gratuidade, responsabilidade da prefeitura.

A primeira parte da sessão terminou por volta das 12h e cinco pessoas foram ouvidas. A segunda parte dos depoimentos será realizada durante a tarde, quando mais duas pessoas serão ouvidas no plenário da Câmara.

O primeiro a ser ouvido foi Rafael Ricardo, responsável pela fiscalização do setor de cemitério da prefeitura. Durante o depoimento, ele disse que quem faz a definição de quem tem gratuidade ou não do velório é a própria funerária. Rafael também disse que quem fiscaliza todo esse trabalho é a prefeitura.

Após ser questionado por vereadores sobre a funerária ser responsável pela avaliação, ele disse que somente cumpria a fiscalização do contrato.

Atualmente, a Ossel e a Ofebas prestam o serviço na cidade após a renovação de vários emergenciais.

Oduvaldo Arnildo Denadai, ex-secretário de Serviços Públicos da cidade, disse na CPI que estava tudo dentro da normalidade durante o período que ficou à frente da pasta.

Já Fábio Pilão, secretário de Obras, reconhece que quem faz a definição de gratuidade são as funerárias e que o serviço deveria ser feito pela prefeitura, porém afirmou que não há técnicos para isso.

Por último, a ex-vice-prefeita e ex-secretária do Desenvolvimento Social, Edith Maria di Georgi, disse que "acha estranho que isso ainda não tenha sido mudado e que as funerárias não deveriam estar definindo quem tem ou não tem a gratuidade".

Fonte: g1.globo.com

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0