Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Ex-prefeito de Taubaté é condenado a 37 anos de prisão por corrupção

2 de Setembro de 2016 20:40
10 0
Ex-prefeito de Taubaté é condenado a 37 anos de prisão por corrupção

Roberto Peixoto irá responder por lavagem de dinheiro e fraude em licitação. Condenação foi publicada nesta quinta-feira (1º) pelo Tribunal de Justiça.

O ex-prefeito de Taubaté, Roberto Peixoto, foi condenado pela Justiça Federal em dois processos por crimes de lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e fraude em licitação. A pena somada chega a 37 anos de prisão. Luciana Peixoto, mulher dele, também foi condenada. Cabe recurso.

As condenações foram publicadas nesta quinta-feira (1º). Segundo a Justiça, Peixoto e a mulher se beneficiaram com esquemas de corrupção em serviços para a saúde e também no fornecimento de merenda escolar por uma empresa terceirizada. Peixoto foi prefeito de Taubaté entre 2005 e 2012.

A investigação foi conduzida pela Polícia Federal, que chegou a prender o ex-prefeito e a esposa em junho de 2011. Na época eles ficaram dois dias presos na sede da Polícia Federal em São José dos Campos (SP) e foram liberTados com um habeas corpus.

Além dele e da mulher também foram condenados o ex-assessor de Peixoto, Fernando Gigli e José Eduardo Matoso.

A condenação dada pela Justiça Federal em São Paulo também determina que Peixoto perca todos os bens que foram comprados com dinheiro ilícito. Estes bens são um apartamento em Ubatuba, um sítio em São Bento do Sapucaí, duas casas em Taubaté e um automóvel. A sentença também determina que Peixoto não possa ocupar cargo público pelos próximos dezoito anos.

Fonte: g1.globo.com

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0