Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Fergie faz show pop eficiente com cara de programa de auditório e dueto surpresa com Pabllo Vittar

17 de Setembro de 2017 03:35
11 0

Vocalista do Black Eyes Peas fez primeiro show solo no Brasil neste sábado (16) no Rock in Rio; Sérgio Mendes também participou.

No primeiro show solo de Fergie no Brasil, neste sábado (16) no Rock in Rio, o momento mais marcante foi a participação surpresa de Pabllo Vittar. Elas cantaram juntas "Sua cara", que foi gravada por Pabllo e Anitta, e "Glamorous", música de Fergie.

Outro dueto brasileiro foi com Sérgio Mendes, velho parceiro do Black Eyes Peas, com "Mas que nada". Veja fotos do show.

Como uma diva de primeiro time, embora não seja, Fergie mostrou suas várias personas: a ex-musa do Black Eyed Peas, a roqueira com pose de Axl Rose, a dona do berro de hits eletrônicos, a rapper ("London Brigde" tem seu charme) e, a melhor de todas, a apresentadora.

O show começou como um excelente programa de auditório. Dessas atrações televisivas divertidas, uma coisa meio Chacrinha da lacração. Não faltaram convidados, dançarinos, falta de nexo... Enfim, show de festival. Aprende, Maroon 5.

Teve também uma parte mais burocrática, com Fergie em vinhetas em vídeo dispersivas e as músicas medianas dos dois discos de sua carreira solo.

Vimos também, como esperado, um show do Black Eyed Peas sem os caras da banda que a revelou (e segue na ativa).

Fergie sabe o que faz. Canta com potência quando é necessário, dá uma dubladinha na hora certa. Tudo é meio fake, meio over. Escolha seu termo em inglês preferido. Ela chora (como fez em TODOS os shows do Black Eyed Peas no Brasil), faz mil pout-porris...

E termina a festa (a palavra está desgastada, mas garanto que aqui vale) com "I got feeling", do Black Eyed Peas. Nos mais de cinco minutos de canção, não canta um verso sequer.

Lembra até uma versão instrumental, com vozes do além aqui e ali. É que tem também uma persona da Fergie que é picareta até dizer que chega.

Fonte: g1.globo.com

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0