Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

"Fico triste de perceber que o 'look do dia' não está sendo usado para que as pessoas se aceitem mais"

14 de Junho de 2017 00:20
89 0
"Fico triste de perceber que o 'look do dia' não está sendo usado para que as pessoas se aceitem mais"

Rejane Gambin entrevista a escritora Cris Guerra, que criou o primeiro blog do look do dia do Brasil e participa da Feira do Livro de Joinville

Cris Guerra é publicitária, colunista, blogueira, escritora e vai estar nesta quarta-feira, 14 de junho, às 20 horas, no palco principal da Feira do Livro de Joinville. Conhecida desde que decidiu compartilhar, por meio do blog Para Francisco, as lembranças do marido que faleceu quando ela ainda estava grávida, e que depois virou um livro, Cris também fez fama ao escrever Moda Intuitiva (que figurou inclusive na lista dos livros mais vendidos), com o qual ajuda o leitor a descobrir seu próprio estilo e fazer combinações que facilitem no dia a dia.

Você que começou com os looks diários. Algum dia imaginou que viraria uma febre?

Cris Guerra: Eu não imaginava que viraria uma febre. De jeito nenhum, não tinha ideia do monstro que eu estava criando. Porque muita gente deturpou o conceito de editorial de moda da vida real e levou o conceito de look do dia para uma revista, fazer uma revista na vida, né? E eu acho que o que eu fazia, e o que eu faço ainda de vez em quando, é uma coisa totalmente conectada com a realidade. Infelizmente, esse conceito foi deturpado, que é o grande lance da história dos blogs, que são pessoas reais vestindo as roupas mostrando a moda. A moda real na vida das pessoas. Infelizmente, 85%, 95% das blogueiras faz look do dia pensando em ser uma página da revista Vogue. Infelizmente. E não é isso que eu gostaria de passar. Eu gostaria de passar que todo mundo pode se encontrar na moda e não que a moda tenha que ser uma coisa intangível. Eu fico triste também de perceber que o look do dia não está sendo usado para que as pessoas se aceitem mais. E sim para ser mais uma forma de impor padrões de perfeição inatingíveis.

Cris: O meu guarda-roupa é o menor guarda-roupa que eu já tive. Por questão de espaço. Eu não tenho um closet, é um bom guarda-roupa, mas ele é mais reduzido. Com o tempo, eu venho tendo cada vez menos roupas, porque eu aprendi que menos é mais também na quantidade de roupa que a gente tem, porque senão fica muito difícil escolher o que a gente vai vestir. A minha escolha é feita de acordo com o astral, com o clima, a temperatura. E eu sempre escolho no dia.

Aproveitando o tema Feira do Livro, onde você inclusive faz palestra nesta quarta, você gosta de ler? Está lendo algum livro neste momento?

Miguel Abuhab lançou seu livro Devo, não Nego, Pago Quando Receber, na Acij, na segunda-feira, 12 de junho. Na foto, o empresário e agora escritor, com Ângela Amin, o deputado Luiz Carlos Hauly e Silvia e Moacir Thomazi.

O escritor Zack Magiezi aproveitou a participação na Feira do Livro de Joinville para fazer uma visita à Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Na foto, ele posa com um grupo de alunas.

Fonte: anoticia.clicrbs.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0