Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Como filme, ela foi expulsa de casa porque não achou "príncipe encantado branco"

30 de Dezembro de 2018 11:34
118 0
Como filme, ela foi expulsa de casa porque não achou "príncipe encantado branco"

Depois do amor vingar, neste ano, pela primeira vez, o casal recebeu em casa não só a família dele, como também a dela.

Com marcas deixadas por uma infância conturbada, Pâmela sempre teve uma carga emocional muito grande, a mãe biológica tem problemas cognitivos que prejudicam a fala e a menina foi criada pela avó, sem a presença de um pai. As dificuldades levaram à depressão que a acompanhou durante quase toda a adolescência, com piora considerável depois da morte de um tio, figura paterna de quem ela tinha referência.

Aí, surgiu Willian. Pâmela ainda se lembra do pedido de namoro, foi em um dia de sol durante passeio no Parque Ayrton Senna no Aero Rancho, perto da casa em que William viva com a mãe, os dois estavam embaixo de uma árvore, a mesma tarde em que ela revelou o histórico de depressão e ele prometeu ser a luz, mesmo nos momentos mais conturbados da vida dela e também o “único remédio” do qual ela iria precisar dali para frente.

O choque veio depois de um mês juntos, quando Pâmela resolveu apresentar o novo namorado para a avó, que dizia sonhar para a neta que criou como filha, um “príncipe encantado, com uma situação financeira estável e branco”, exatamente o oposto de William, que na época estava desempregado e não se parecia nem um pouco com o que a avó queria.

Fonte: campograndenews.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0