Agricultores usam canos de PVC para colher café mais rápido no ES

27 de Julho de 2014 15:32

21 0

Agricultores usam canos de PVC para colher café mais rápido no ES

Ideia é usada por produtores rurais de Afonso Cláudio.Segundo os agricultores, uma pessoa consegue colher até 3 sacos a mais.

Na contramão da tecnologia, algumas fazendas de café do Espírito Santo estão recorrendo a um método simples e eficiente para melhorar a produtividade e superar as dificuldades com a falta de mão de obra na colheita. Produtores rurais de Afonso Cláudio, na região Serrana do estado, estão usando canos de PVC como um "escorregador" de grãos, tornando rápida a chegada do café colhido nas lavouras que ficam na parte mais alta das propriedades até os sacos, que ficam posicionados estrategicamente na parte baixa. Segundo os agricultores, a ideia deu tão certo que uma pessoa consegue colher até três sacos a mais por dia.

A "engenharia" é simples. Vários tubos de PVC são emendados um no outro, uma ponta fica na lavoura para uso do agricultor e a outra na parte de baixo. Com uma pessoa em cada extremidade, é possível até se comunicar através dos canos. Enquanto um colhe e joga os grãos colhidos pelo tubo, uma outra pessoa posiciona sacos na outra ponta. No caso do produtor rural João Delpupo, que usa a ideia em sua propriedade, quem ajuda é a esposa.

O agricultor contou que sentiu a necessidade de usar algo que facilitasse o trabalho porque a lavoura dele, assim como a maior parte das que existem na região, ficam em áreas mais altas. Ele explicou que era desgastante subir o morro, colher o café e depois descer com os sacos pesados nas costas.

Com a contratação de mão de obra ficando cada vez mais difícil, a dificuldade só aumentava, e os grãos acabavam até estragando antes de ser colhidos. "Eu apanho até três sacos a mais de café por dia tendo os tubos. Se eu for comparar preço em cima dos sacos, vejo que todo dia eu ganho mais dinheiro", explicou João Delpupo.

O produtor rural Daniel Vorpagel é outro que usa os canos. Ele contou que emendou 300 metros e amarrou em uma pedra. Assim, a pessoa que está na outra ponta libera os grãos e em dez minutos a carroceria da caminhonete fica cheia, serviço que ele levaria muito mais tempo para fazer sem o auxílio do tubo. "Se não fosse o cano, nesse tempo que o caminhão é cheio não dava nem para descer com os sacos", contou.

Outra vantagem, segundo os agricultores, está na qualidade. Com os canos, o café maduro fica menos tempo na lavoura e vai mais rápido para os terreiros, onde os grãos são secos.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...