Alta da salinidade em canal de Campos prejudica produtores rurais

17 de Abril de 2015 19:06

3 0

Problema do Canal do Coqueiro foi diagnosticado em pesquisa do IFF.Representantes se reuniram nesta sexta (17) para discutir o assunto.

Uma pesquisa do Instituto Federal Fluminense (IFF) apontou que o Canal do Coqueiro em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, está com índice de salinidade dez vezes maior que o aceitável pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente. Segundo o professor Hélio Crespo, o baixo volume de chuva na região e possíveis vazamentos da água no mar em pontos da barragem influenciam o processo de salinização. Produtores estão com problemas de irrigação e pescadores sentem o problema na qualidade do pescado. Representantes se reuniram nesta sexta-feira (17) para discutir o problema.

O canal tem proximadamente 50 quilômetros de extensão e é afluente importante do Rio Paraíba do Sul, que corta toda a Baixada Campista e outros corpos d'água da região, entre eles, o Canal Quitinguta e Canal da Onça, que são afluentes da Lagoa Feia.

Para realização da pesquisa foram realizadas coleta de dados laboratoriais analíticos e visitas as diferentes comunidades da Baixada Campista.

"A situação é dramática para as comunidades que vivem no interior da baixada. É necessário a divulgação se estudos complementares pelos órgãos de controle, assim como a interferência das autoridades competentes no sentido de intervir imediatamente no processo de salinização em curso", considerou o pesquisador.

O presidente do Sindicato Rural, José do Amaral, afirmou que comunicou o caso ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e que aguarda respostas.

Representantes do Inea, Firjan, Comitê de Bacias Hidrográficas do Baixo Paraíba e os produtores rurais se reuniram na manhã desta sexta-feira (17) no Sindicato dos Ceramistas para discutir soluções para o problema na região.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...