Argentina abre arquivos sobre atentado contra Amia

13 de Março de 2015 21:06

2 0

BUENOS AIRES, 13 MAR (ANSA) - O governo da Argentina formalizou hoje, dia 13, a abertura de todos os documentos dos Serviços Secretos que dizem respeito a investigação do atentado contra a Associação Mutual Israelita da Argentina (Amia), que deixou 85 mortos e 300 feridos em 1994.

Segundo chefe de gabinete, Aníbal Fernández, o decreto amplia os horizontes da investigação e permite que possam ser vistos todos os elementos envolvidos.

A medida, anunciada em janeiro pela presidente Cristina Kirchner, é concretizada em meio a escândalo pela morte do promotor Alberto Nisman, encontrado sem vida poucos dias após acusar a mandatária de tentar acobertar suspeito iranianos de terem planejado a ação.

O titular da Secretaria de Inteligência, Oscar Parrili, explicou na época que foi requerida a "abertura das identidades, das ações, dos fato e das circunstâncias correspondentes em meio à interceptações telefônicas" realizadas em meio às investigações.

Fonte: noticias.uol.com.br

Para página da categoria

Loading...