Consumidor denuncia Extra e Italac ao MPE por leite com sabor adulterado

13 de Março de 2015 21:03

3 0

Um consumidor denunciou a rede de supermercados Extra e a fábrica de laticínios Italac ao MPE (Ministério Público Estadual) após a compra de 12 litros de leite da marca que, segundo ele, apresentavam gosto ruim e estavam impróprios para o consumo. As bebidas eram destinadas à alimentação de uma idosa de 92 anos. Um procedimento preparatório foi aberto para investigar o caso. O edital foi publicado na edição desta sexta-feira (13).

Conforme a reclamação, a idosa é mãe do denunciante. Ela recusou a bebida e chamou a atenção do filho, que experimentou e constatou a alteração. “Ao que parece, o leite pode ter sido adulterado com álcool, água oxigenada ou soda cáustica”, relatou ao MPE. A denúncia também foi encaminhada ao MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

O homem voltou ao Extra, devolveu as caixas do produto e pegou o dinheiro de volta. Ficou apenas com uma embalagem, lacrada, para fornecer aos órgãos competentes em caso de perícia. O caso está sob responsabilidade do promotor de Justiça Fabrício Proença de Azambuja, da 25ª Promotoria.

No entendimento dele, “verifica-se a necessidade de requerer informações junto à empresa se tratava apenas daquela caixa ou era algum lote [com o problema], nesse caso, podendo atingir outros consumidores”, afirma em um dos trechos dos autos. No dia 9 de março, foram expedidos ofícios ao Procon, para que informe se existem outras reclamações contra a Italac; e ao Extra, para que se manifeste por escrito.

O prazo para resposta é de dez dias úteis a contar do recebimento, que segundo protocolo ocorreu na quinta-feira (12). O Campo Grande News entrou em contato por e-mail com o Extra e com a Italac, mas até a publicação desta reportagem, não houve retorno.

Fonte: campograndenews.com.br

Para página da categoria

Loading...