Cordeiro, RJ, realiza coleta de óleo durante exposição e expande projeto

27 de Julho de 2014 14:34

8 0

Cordeiro, RJ, realiza coleta de óleo durante exposição e expande projeto

Moradores poderão juntar óleo e deixar na secretaria de Meio Ambiente.Cerca de 400 litros de óleo foram recolhidos durante a exposição.

Cordeiro, Região Serrana do Rio, realizou a coleta de óleo vegetal saturado na Expo Cordeiro 2014, atuando no contato direto com os barraqueiros que realizaram frituras de alimentos. A iniciativa foi fruto de uma parceria firmada com a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA/RJ), através do Programa de Reaproveitamento de Óleos Vegetais do Estado do Rio de Janeiro (Prove), que disponibilizou 40 recipientes plásticos apropriados para armazenamento do óleo coletado.

Cerca de 400 litros de óleo vegetal saturado foram recolhidos durante os nove dias de feira, recebendo destino adequado. Paulo Araújo, secretário de Meio Ambiente, informou que a coleta durante a Expo-Cordeiro foi o pontapé inicial para uma ação contínua no município, envolvendo todos os pontos comerciais que utilizam frituras de alimentos.

Os moradores da cidade também poderão armazenar o óleo saturado em garrafas pet e entregá-las na secretaria de Meio Ambiente para o destino adequado, evitando, assim, a poluição dos rios e a degradação ambiental.

O óleo de cozinha saturado, quando não tem um destino adequado, se torna um resíduo altamente poluidor. Quando descartado na pia, entope ralos e caixas de gordura, causando problemas de higiene e mau cheiro, além de aumentar os riscos de entupimento e os custos de tratamento do esgoto. O descarte inadequado desse resíduo também prejudica a saúde, uma vez que os tratamentos de água irão utilizar maior quantidade de aditivos químicos.

Um litro de óleo de cozinha pode poluir milhares de litros de água, pois os dois não se misturam. Por ser mais leve que a água, o óleo forma uma barreira na superfície, dificultando a entrada de luz e a oxigenação, comprometendo, assim, a base da cadeia alimentar aquática. Desta forma, acaba por prejudicar todos os demais seres vivos que ali vivem ou que dependam desse meio.

Quando depositado no solo, o óleo causa a impermeabilização, aumentando o risco de enchentes, principalmente nas áreas urbanas.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...