Parte do processo do mensalão mineiro é encaminhado para o TJMG

17 de Abril de 2015 18:45

3 0

Órgão deve julgar o secretário José Afonso Bicalho e outros sete réus. Eles respondem pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

O processo que envolve o secretário de Estado da Fazenda, José Afonso Bicalho e outras sete pessoas, conhecido como mensalão tucano, foi encaminhado para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Eles respondem pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro que teriam sido cometidos durante a campanha do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998.

A juíza Melissa Pinheiro Costa Lage, da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte, entendeu que como secretário de estado, José Afonso Bicalho tem direito a foro privilegiado e deve ser julgado por desembargadores.

Agora cabe ao TJMG decidir se o julgamento dele será desmembrado dos outros sete réus. Caso decida pela separação, os outros processos retornam para a 9ª Vara Criminal. Essa decisão não afeta o processo do ex-governador Eduardo Azeredo e do ex-senador Clésio Andrade (PMDB). Os dois já tiveram os processos desmembrados e vão responder na justiça comum.

Leia também: Sexta deve ser quente com temperaturas de até 32ºC em MS, prevê Inmet

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...