Espiga com 355 gramas vence concurso do milho safrinha em MS

27 de Julho de 2014 14:16

20 0

Espiga com 355 gramas vence concurso do milho safrinha em MS

Família Stefanello ficou em primeiro nas categorias estadual e municipal.Premiação foi realizada na noite de sexta-feira (25), em Rio Brilhante.

Uma espiga com 355 gramas foi a mais pesada e venceu a edição 2014 do Concurso Estadual do Milho Safrinha. A premiação ocorreu na noite de sexta-feira (25), na sede do Sindicato Rural de Rio Brilhante, entidade que promove a premiação em parceria com a iniciativa privada.

O agricultor que produziu a espiga mais pesada do estado foi Fábio Fernando Stefanello. Junto com os pais ele cultiva uma área de 2,2 mil hectares com milho safrinha no município. Para o concurso, eles escolheram uma área de meio hectare da propriedade. Esse local recebeu vistoria frequente e rica adubação entre janeiro e julho deste ano.

Desta área a família retirou três espigas que foram inscritas no concurso, uma por Fábio, que venceu o concurso estadual, outra por sua mãe, Marilena Basso Stefanello, que ficou em segundo lugar na categoria estadual e outra pelo seu pai, Adair José Stefanello, que ficou na primeira posição na categoria municipal.

“Houve empenho. A mesma adubação utilizada em toda a lavoura foi aplicada na área em que a gente cultivava as espigas do prêmio, apenas modificamos a quantidade para que ela crescesse mais. Mas a frequente dedicação fez a diferença”, disse Fábio após a premiação.

O primeiro lugar na categoria estadual recebeu R$ 5 mil, o segundo R$ 2,5 mil e o primeiro da categoria municipal R$ 2 mil.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Eduardo Riedel, os resultados do Concurso do Milho Safrinha, são reflexos do avanço da agricultura do estado.

“Se compararmos a agricultura praticada em Mato Grosso do Sul atualmente com aquela praticada há dez anos, o resultado será uma grande mudança na forma de produzir, nos resultados de produtividade, nos insumo e tecnologias empregadas. Estamos construindo um ambiente produtivo amparado na ciência que contribui imensamente com o crescimento do Estado”, destacou o presidente da Famasul durante a premiação.

O presidente do Sindicato Rural de Rio Brilhante, Luis Otávio Britto Fenandes, sugeriu durante o evento a expansão do concurso do milho. “No próximo ano gostaria de realizar um concurso de produtividade. Convido as revendedoras e produtores que contribuam para que possamos verificar o quanto nosso Estado é capaz de produzir e o que nossa terra é capaz de fazer pela economia”, comentou.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...