Justiça nega recurso e Pistorius pode pegar 25 anos de cadeia

13 de Março de 2015 20:35

2 0

512Oscar Pistorius durante julgamento do assassinato de sua namorada Reeva Steenkamp. Um balde foi colocado ao lado do réu que passou mal ao ouvir em detalhes os ferimentos sofridos por ela ao ser alvejada por tiros no banheiro. - (13/03/2014) (Foto: Alet Pretorius/Media24/Reuters/VEJA)

1212O atleta Oscar Pìstorius no primeiro dia de julgamento: ele é acusado pela morte de sua namorada em fevereiro de 2013 (Foto: THEMBA HADEBE/AFP/VEJA)

A Justiça sul-africana negou nesta sexta-feira o último recurso enviado pelos advogados de Oscar Pistorius. A defesa do ex-atleta lutava para derrubar o pedido de revisão do processo no Supremo Tribunal de apelação, feito pela promotoria do caso, no tribunal de Pretória. Com isso, Pistorius, condenado em outubro do ano passado a cinco anos de prisão por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, poderá sofrer uma condenação mais severa (de 15 a 25 anos), pela morte da namorada, a modelo Reeva Steenkamp, em fevereiro de 2013.

Campeão paralímpico em Londres-2012, Pistorius havia convencido a juiza Thokozile Masipa que confundiu a namorada com um ladrão antes de disparar quatro vezes na porta do banheiro onde Reeva se escondia. Ainda assim, ele foi condenado a cinco anos de prisão, pena que não agradou a nenhum dos lados: a promotoria pediu a revisão do processo e condenação por homicídio culposo (quando há a intenção de matar), enquanto a defesa sugeriu prisão domiciliar e prestação de serviços comunitários.

Nesta sexta-feira, Masipa desconsiderou o pedido dos advogados de Pistorius e concedeu revisão do processo, que ainda não tem data para ser julgado no Supremo Tribunal de apelação, na cidade sul-africana de Bloemfontein. O caso pode demorar mais dois anos para ser julgado, segundo o diário britânico Daily Mail. Condenado a cinco anos de prisão, sendo 10 meses em cárcere e o resto em prisão domiciliar, Pistorius está em uma seção hospitalar num presídio de Pretória.

Fonte: veja.abril.com.br

Para página da categoria

Loading...