Lixo irregular em hospital do DF pode ter sido 'sabotagem', diz diretor

20 de Novembro de 2013 15:31

77 0

Lixo irregular em hospital do DF pode ter sido 'sabotagem', diz diretor

HBB foi multado duas vezes por jogar resíduo hospitalar com lixo comum. Secretaria de Saúde diz que pediu para que a polícia investigue o caso.

O diretor do Hospital de Base de Brasília Julival Ribeiro disse que o descarte irregular de lixo hospitalar no centro médico pode ter sido sabotagem e que vai encaminhar o caso à polícia. Nesta terça-feira (19), o HBB foi multado pela segunda vez em uma semana por colocar seringas, agulhas e material infectante misturado a desejos comuns, como copos plásticos e restos de alimentos.

“O que estamos surpresos é que de uma semana pra cá essa coincidência dos lixos não serem bem acolhidos. Não deve ocorrer isso. Estou suspeitando, pode estar havendo uma sabotagem, e na realidade vamos entregar para a polícia ver o que está acontecendo por conta do nosso resíduo”, afirmou o diretor.

Segundo Ribeiro, 460 pessoas foram treinadas desde o início do ano para cumprir a política de resíduos dentro do hospital, o que reduziu em 50% a quantidade de lixo incinerado.

“Esses meses todos não vinha ocorrendo isso. Em menos de duas semanas começa o mesmo problema, de madrugada. A gente também tem que pensar o que está acontecendo. Vou pedir para a polícia investigar o que está acontecendo.”

Segundo a pasta, resíduos de um hospital particular foram encontrados misturados ao lixo do HBB. O mesmo aconteceu com material com nomes de pessoas que não deram entrada no centro médico.

A Secretaria de Saúde pediu para a Polícia Civil investigar um possível boicote por parte de servidores ou de empresas terceirizadas como uma forma de ‘retaliação’. No fim desta manhã, a polícia estava recolhendo impressões digitais nos sacos de lixo.

A secretaria informou que enfrenta problemas com funcionários terceirizados que não recebem salário há três meses, e com especialistas em saúde, que realizam uma “operação tartaruga” para reivindicar aumento salarial.

Nesta terça, a Agência de Fiscalização do DF (Agefis) multou o HBB em R$ 30 mil pelo descarte irregular de lixo. O valor é o dobro da primeira autuação, ocorrida na quarta-feira (13).

A Saúde informou que os servidores serão obrigados a identificar o local onde o lixo foi recolhido. Segundo a pasta, 300 sacos são coletados por dia, mas apenas dois apresentaram irregularidades. Por precaução, a pasta decidiu incinerar todo o material.

Segundo a secretaria de Saúde, o HBB produz cerca de 70 mil toneladas de lixo, sendo 46% de resíduo hospitalar. Até o início de 2013, pelo menos 90% do lixo era incinerado.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...