Moeda é retirada de garganta de criança após dois dias de espera

17 de Abril de 2015 18:34

5 0

Moeda é retirada de garganta de criança após dois dias de espera

Objeto foi retirado após procedimento médico no Regional de Ferraz. Antes criança havia passado por posto de saúde e Santa Casa de Suzano.

A Secretaria Estadual da Saúde informou na tarde desta sexta-feira (17) que a moeda alojada na garganta de uma menina de 2 anos foi retirada após um procedimento médico. A pequena Rihanna Gonçalves Moreira estava com o objeto no corpo desde a madrugada de quarta-feira (15). Familiares a levaram para um posto de saúde em Suzano e à Santa Casa.

O primeiro atendimento foi feito em um posto de saúde de Suzano. Depois a criança foi levada à Santa Casa. Na manhã desta sexta a menina foi transferida para o Hospital Regional de Ferraz, onde o procedimento foi realizado. O procedimento foi feito por volta do meio-dia.

"Eu estou super aliviada e em paz agora. Foi um procedimento tão rápido. Em dez minutos o médico aqui em Ferraz retirou a moeda da gargantinha dela. Um médico muito bom. Super educado e profissional. Estamos voltando para casa", disse a mãe.

Segundo ela, tudo começou na madrugada de quarta-feira. "Eu passei mal e fui ao hospital. Quando voltei com o meu marido, ele foi fazer a mamadeira para ela. Ao deitá-la, ele ouviu o barulho da moeda na boca. Mas quando a gente foi ver a menina já tinha engolido", diz.

Em seguida, a família procurou a Unidade Básica de Saúde do distrito de Palmeiras. No local foi informada que o aparelho de raio-X estava quebrado. Uma ambulância transferiu a paciente até a Santa Casa de Suzano, segundo Adriana.

Segundo ela, tudo começou na madrugada de quarta-feira. "Eu passei mal e fui ao hospital. Quando voltei com o meu marido, ele foi fazer a mamadeira para ela. Ao deitá-la, ele ouviu o barulho da moeda na boca. Mas quando a gente foi ver a menina já tinha engolido", diz.

A mãe afirma que ainda na madrugada de quarta, um raio-X confirmou que a moeda estava presa na garganta da criança. "Eles disseram que iam esperar até as 7h quando o pediatra chegaria para verificar o que ia ser feito. Quando o médico chegou, pediu outro exame para ver se a moeda ainda estava na garganta e viu que continuava. Em seguida, ele disse que uma endoscopia conseguiria retirar a moeda", afirma Adriana.

A mãe diz ainda ter sido informada que o aparelho que realiza o exame na unidade está quebrado e que a menina precisava de uma nova transferência. "Às 16h, já na quinta-feira (16), eles conseguiram uma vaga para ela no Hospital Regional de Ferraz. Mas, às 19h, me informaram que a transferência foi cancelada porque não tem ambulância na cidade", lembra.

Na manhã desta sexta-feira (17), segundo o tio da criança, André Gonçalves Moreira, o hospital informou que não conseguiria a ambulância para a transferência. "Eu liguei no Samu e pedi para eles me ajudarem na transferência. Conseguimos a ambulância para levar ela até Ferraz. Aqui [Santa Casa Suzano] só tinha um pediatra, e ele vai nos acompanhar", explica André.

A Prefeitura de Suzano informou que os procedimentos de emergência foram realizados para assegurar a vida da criança, mas a Santa Casa não realiza o procedimento de retirada da moeda. "Neste caso, para fazer a retirada do corpo estranho ingerido, é necessário um serviço e profissionais especializados. A referência na região para tal procedimento é o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, por isso a paciente foi removida para lá na manhã desta sexta-feira", afirmou a Prefeitura.

O G1 questionou ainda a falta de ambulância e de aparelho para a realização de endoscopia na cidade e aguarda resposta.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...