Obama comparecerá à cerimônia de homenagem a Mandela na terça-feira

8 de Dezembro de 2013 15:02

29 0

Obama comparecerá à cerimônia de homenagem a Mandela na terça-feira

Ex-presidentes George W. Bush e Bill Clinton também irão. Para Obama, Mandela era 'influente, valente e profundamente bom'.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e sua esposa, Michelle, comparecerão na terça-feira em Johannesburgo à cerimônia em homenagem ao ex-presidente sul-africano e líder da luta contra o apartheid, Nelson Mandela, falecido na quinta-feira, informou no sábado a Casa Branca.

"O presidente e a senhora Obama irão à cerimônia de homenagem pelo ex-presidente Mandela na terça-feira em Johannesburgo", declarou uma fonte oficial, sem fornecer mais detalhes sobre a viagem.

A fonte não informou se Obama ficará na África do Sul até domingo, dia 15, quando será realizado o funeral de Estado em Qunu, a localidade em que Mandela passou sua infância.

A cerimônia de homenagem ocorrerá no estádio de futebol de Johannesburgo, com capacidade para 94 mil pessoas, e contará com a presença de presidentes, líderes religiosos e personalidades da cultura, do esporte e dos negócios de todo o mundo.

A Casa Branca afirmou que o ex-presidente George W. Bush (2001-2009) e sua esposa, Laura, viajarão com os Obama no avião presidencial Air Force One.

O também ex-presidente Bill Clinton (1997-2001), que governava quando Mandela se converteu no primeiro presidente negro da África do Sul, em 1994, já havia anunciado que comparecerá à cerimônia com sua família.

Já o ex-presidente George H. W. Bush (1989-1993) rejeitou o convite da Casa Branca para viajar à África do Sul porque, aos 89 anos, já não pode realizar viagens de longa distância.

A África do Sul inicia neste domingo uma semana de luto nacional com a celebração do "dia nacional de oração e reflexão".

Minutos depois de saber de seu falecimento, Obama definiu Mandela como um homem "influente, valente e profundamente bom".

"Com sua brava dignidade e sua inquebrável disposição para sacrificar sua própria liberdade pela liberdade de outros, ele transformou a África do Sul e comoveu a todos", afirmou.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...