São Paulo é eliminada na escolha da sede da Expo 2020

27 de Novembro de 2013 16:34

77 0

São Paulo é eliminada na escolha da sede da Expo 2020

Cidade brasileira caiu na primeira votação em Paris. Exposição será em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

A cidade de São Paulo foi eliminada nesta quarta-feira (27) na primeira votação para ser sede da Expo 2020. Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, foi a escolhida.

Na votação final, foram 116 votos a favor de Dubai contra 47 de Ecaterimburgo, na Rússia; houve uma abstenção.

A Expo, também conhecida como Expo Mundial ou Expo Universal, é um dos maiores eventos internacionais e costuma durar até seis meses e reunir até 30 milhões de pessoas.

A primeira exposição universal foi em 1851, em Londres, no Palácio de Cristal, construído para a ocasião. A Torre Eiffel foi projetada para a edição de 1889 e se tornou depois um legado para a cidade de Paris.

Atualmente a Expo é realizada a cada dois ou três anos com diferentes temas. A proposta brasileira consistia em trazer para São Paulo o tema “Força da Diversidade, Harmonia para o Crescimento”.

A proposta era realizar a Expo em 2020 em uma área em Pirituba, em uma área de 5 milhões de metros quadrados.

O local compreenderia uma extensão equivalente a quatro vezes o tamanho do Anhembi, atualmente o maior centro de exposições da cidade.

A proposta era que as instalações se tornassem um legado para a cidade, com equipamentos de esportes, cultura e lazer, além de uma reserva ambiental natural.

A realização do evento na região fazia parte dos planos da prefeitura de descentralizar as atividades econômicas.

Governos

A iniciativa de lançar a candidatura de São Paulo ocorreu na gestão Gilberto Kassab (PSD).

A proposta oficial foi divulgada no início deste ano, já por Fernando Haddad (PT). As três esferas de governo decidiram lutar pela candidatura.

Em junho, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e Haddad foram à França para defender a candidatura da capital paulista e buscar o apoio francês.

Em setembro, houve protestos contra a candidatura paulistana - segundo os manifestantes, o projeto iria custar R$ 24 bilhões da Prefeitura de São Paulo e do governo federal.

A Prefeitura ainda não informou se o pavilhão planejado para Pirituba será construído mesmo sem a Expo em São Paulo. Também seria necessária a construção de novas alças de acesso na Rodovia dos Bandeirantes e a extensão das linhas de metrô e trem até a região. Haddad disse no início do ano que "uma boa parte destes investimentos será feito com Expo ou sem Expo".

Dubai

Dubai fez o "lobby" mais forte para vencer a votação desta quarta. Ela se torna a primeira cidade do Oriente Médio a se tornar sede da Expo.

Para atrair votos, ela argumentou com sua estrutura de transportes e anunciou que as instalações devem se transformar em um centro comercial depois da exposição.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...