PGR quer extradição de Pizzolato ou realização de novo julgamento na Itália

20 de Novembro de 2013 15:42

59 0

PGR quer extradição de Pizzolato ou realização de novo julgamento na Itália

Documento enviado ao STF é assinado pela subprocuradora Ela Wiecko. Procuradoria pede que Corte solicite providências ao Ministério da Justiça.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual pede que a Corte cobre providências do Ministério da Justiça em relação à fuga para Itália de Henrique Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil condenado no processo do mensalão. Pizzolato teve prisão decretada na última sexta (15) e está foragido desde então.

O documento foi assinado pela subprocuradora Ela Wiecko porque o procurador-geral, Rodrigo Janot, está em viagem internacional.

No documento encaminhado à Suprema Corte, a PGR recomenda que o governo brasileiro peça a extradição de Pizzolato às autoridades italianas mesmo ele tendo cidadania italiana.

Alternativamente, caso a extradição não seja possível, o Ministério Público quer que a pena de 12 anos e 7 meses imposta a Pizzolato pelo Supremo no processo do mensalão seja cumprida na Itália. Segundo a Procuradoria-Geral, essa possibilidade está prevista em tratados internacionais.

Caso nenhuma das duas alternativas seja possível, a PGR pede que o ex-diretor do Banco do Brasil seja julgado novamente na Itália com base em todas as provas coletadas na ação penal.

A Procuradoria reivindica ainda na peça judicial que o nome de Henrique Pizzolato seja inscrito na divisão vermelha da Interpol, no entanto, essa providência já foi tomada durante o final de semana.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...