Professores da rede estadual votam pela continuidade da greve em SP

17 de Abril de 2015 19:27

5 0

Professores da rede estadual votam pela continuidade da greve em SP

Sindicato quer aumento de 75%; governo diz que deu 45% em quatro anos.Categoria está em greve desde 13 de março.

Os professores da rede estadual de ensino em São Paulo decidiram na tarde desta sexta-feira (17), em assembleia no Vão Livre do Masp, continuar a greve no estado.

É a quarta assembleia na qual a categoria decide manter a paralisação, que foi decretada pela primeira vez em reunião feita no Vão Livre do Masp em 13 de março.

Nesta tarde, por volta das 16h30, horário em que a greve foi votada, representantes da Apeoesp no carro de som informavam que 60 mil participavam do ato. O grupo deve seguir em caminhada até o Centro.

É a quarta assembleia na qual a categoria decide manter a paralisação, que foi decretada pela primeira vez em reunião feita no Vão Livre do Masp em 13 de março.

Cerca de meia hora antes, a Polícia Militar (PM) informou que 3 mil pessoas participavam do ato, que bloqueava os dois sentidos da Avenida Paulista.

Reivindicações Em greve desde 13 de março, os professores reivindicam 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior.

O governo do estado diz ter dado reajuste de 45% no acumulado dos últimos quatro anos. Além disso, informa que parte da categoria receberá até 10,5% de aumento de acordo com desempenho em avaliação. Não houve proposta de reajuste geral para toda a categoria.

O sindicato alega que a Secretaria de Estado da Educação acenou com 10,5% de aumento para apenas 10 mil professores que se saíram bem em uma prova, ignorando outros 220 mil profissionais da rede. Dentre as reivindicações, os professores pedem aumento de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior.

Audiência e ocupação na Assembleia Entre quarta (15) e quinta (16), os professores estiveram na Assembleia. Eles participaram de audiência pública e mantiveram a ocupação das galerias do plenário por 24 horas.

Em nota, a Secretaria Estadual da Educação afirmou que nunca deixou de receber os representantes da Apeoesp. O grupo já tinha marcado um encontro com os professores para o dia 23. E que vai ser a 6ª reunião este ano, além das quarenta realizadas de 2011 a 2014.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...