Programa de governo do PSB-Rede receberá contribuições pela internet

25 de Novembro de 2013 15:25

48 0

Programa de governo do PSB-Rede receberá contribuições pela internet

Anúncio foi feito nesta segunda pelo governador Eduardo Campos. Base do documento que balizará atuação da aliança será lançado na quinta.

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, falou, nesta segunda-feira (25), sobre o futuro programa de governo que deve ser construído em conjunto com a Rede, da ex-senadora Marina Silva. Na próxima quinta (28), em São Paulo, será lançada a base do documento de referências elaborado junto à sigla da ex-petista, que irá balizar a atuação dos dois partidos.

O documento ainda não é o programa de governo. Este só deve ser construído mais à frente e a intenção do partido é receber contribuições pela internet.

“Nosso pessoal desenvolveu uma plataforma que vai permitir que o debate, daqui para frente, sobre o programa de governo possa se dar na internet com contribuição remota de pessoas da sociedade, da academia, do movimento social, que vão poder sugerir, apontar um olhar de cada região do Brasil, de cada ponto, que será importante para a construção do programa de governo do PSB e da Rede”, explicou Campos.

O governador se mostrou também otimista em relação a uma possível aliança com o PPS, embora tenha afirmado que vai esperar que cada sigla faça suas discussões internas para anunciar uma parceria. “Nós tivemos ontem [domingo, 24] um encontro do PPS em alguns estados, acumulando debate para o encontro nacional que ainda vai haver. Nós ficamos muito felizes com a decisão que saiu não só em São Paulo, mas também no Espírito Santo, já apontando nessa direção [de apoiar o PSB]”, afirmou.

Nos próximos dias, Campos deve conversar com o presidente nacional do PPS, o também pernambucano Roberto Freire, deputado federal por São Paulo, que vem demonstrando publicamente seu interesse em uma aliança entre os partidos.

“Vamos aguardar tranquilamente que o debate possa ocorrer nas instâncias partidárias para, no tempo certo, depois que eles fizerem o debate interno, a gente poder, PSB e Rede, conversar com o PPS. Mas acho que caminhamos muito bem nos últimos dias”, disse o socialista.

As declarações foram dadas durante solenidade de inauguração do ambulatório do Hospital Barão de Lucena, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife.

Obras

O ambulatório do hospital, localizado na Avenida Caxangá, integra um conjunto de obras para modernizar e ampliar a unidade, fundada em 1958. O ambulatório vai contar com 27 consultórios, sala de aleitamento materno, além de recepção e um posto de coleta de sangue.

Questionado sobre a morte do menino Matheus Henrique Lacerda, que sofria de trombofilia e cujo os pais acusam o estado de ter sido negligente ao deixar o medicamento faltar por duas vezes, Campos preferiu não comentar. “Lamento como pai, como cidadão também, mas as explicações vão ser dadas pelo [Antônio] Figueira [secretário de Saúde]”, disse.

O secretário Antônio Figueira reafirmou que só houve falta do remédio Ceprotin porque ocorreram mudanças na dosagem. “Só existem dois casos no país de tratamento com esse medicamento, que era aqui e na Bahia”, apontou.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...