PSD formaliza apoio a candidatura de Dilma Rousseff em 2014

20 de Novembro de 2013 16:03

61 0

PSD formaliza apoio a candidatura de Dilma Rousseff em 2014

Dos 27 diretórios regionais do partido, 24 decidiram fechar com Dilma. Dilma e Kassab estiveram em encontro do PSD em Brasília.

O PSD, partido do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, anunciou nesta quarta-feira (20) em Brasília, durante encontro da cúpula do partido, apoio formal do partido à candidatura da presidente Dilma Rousseff na eleição presidencial de 2014. Dos 27 diretórios estaduais da legenda, 24 vão apoiar a presidente, com exceção dos escritórios de Minas Gerais, Acre e Pernambuco – segundo a assessoria de imprensa.

Dilma e Kassab estiveram presentes ao encontro. A presidente afirmou estar “muito feliz” com o apoio. Ela analisou que vive uma situação “diferenciada”, já que “precisa governar por mais 13 meses” enquanto “os demais candidatos têm que fazer campanha”.

“Eu fico muito feliz com o apoio do PSD. Mas qual é o sentido desse apoio? Eu sou presidenta da República, tenho 13 meses de governo e eu considero o melhor apoio que vocês possam me dar é apoiando o governo. Porque como presidenta eu estou numa situação diferenciada. Todos os demais candidatos que estão querendo ser presidentes têm que fazer campanha. Eu tenho obrigação, eu tenho de governar, eu tenho que gerir para além de qualquer fato”, afirmou.

Dilma Rousseff afirmou também estar “grata” ao apoio recebido do partido de Gilberto Kassab e disse que "conta" com o PSD e que os integrantes da legenda “podem contar” com ela.

“Eu fico muito grata, primeiro pelo apoio aos 13 meses de governo que eu tenho, que esse é o sentido da pré-campanha. (...) Fico grata ao fato de que vocês tenham dito que esses 13 meses têm que continuar. Fico grata por essa questão, mas, além de grata, fico muito feliz porque ninguém pode fazer uma obra individual. (...) Nós vamos avançar, temos de fazer muito mais, o desafio do Brasil é muito maior do que o que já fizemos, é uma obra coletiva e sem apoio qualificado nós não faremos. Eu conto com vocês e vocês podem contar comigo”, completou a presidente.

Kassab

Após deixar o evento, Gilberto Kassab afirmou que foram feitas reuniões com os diretórios regionais do partido e que há cerca de um mês e meio a decisão de apoiar a presidente Dilma já havia sido tomada pela maioria dos escritórios estaduais da legenda.

“Há aproximadamente 45 dias marcamos essa reunião de acordo com a agenda da presidente, porque era importante a finalização e a união, que acabou se consolidando no processo de apoio à sua candidatura à reeleição”, afirmou Kassab.

O presidente do PSD disse também que a decisão de apoiar a presidente Dilma já vinha se "desenhando" desde a criação da legenda. “O apoio vem sendo desenhado desde o início do partido (...) Hoje ele se consolida publicamente, essa posição que já havia sido decidida há 45 dias”.

Questionado se nas eleições para governador de São Paulo do ano que vem o PSD irá apoiar o PT, Kassab respondeu que o partido da presidente Dilma “já tem seu pré-candidato” e que “o PSD terá seu candidato”.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...