Suspeito de participar de tiroteio que resultou na morte de criança é preso

20 de Novembro de 2013 17:17

47 0

Suspeito de participar de tiroteio que resultou na morte de criança é preso

Vítima, de 6 anos, é sobrinha da ex-vereadora de Salvador, Leo Kret. Crime aconteceu no dia 6 de outubro, no bairro de Pernambués.

Um homem de 26 anos, suspeito de participar do tiroteio que resultou na morte de Franciele Gomes de Souza, de 6 anos, sobrinha da ex-vereadora Leo Kret, foi preso e será apresentado pela polícia na tarde desta quarta-feira (20).

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi surpreendido em um imóvel, na Praça Capelinha, no Candeal de Brotas, onde estava escondido desde o mês de outubro. Ele estava com um mandado de prisão em aberto, solicitado à Justiça pela 2ª Delegacia de Homicídios.

Caso

Um homem de 21 anos também foi preso suspeito de matar a criança durante uma festa no bairro de Pernambués. O crime no dia 6 de outubro. Segundo a polícia, o suspeito compareceu de forma espontânea na delegacia e, como tinha mandado de prisão temporária em aberto, foi preso.

O crime aconteceu durante realização de um aniversário do bar do avô da vítima na Rua do Arrastão. As informações policiais indicaram que o motivo seria disputa entre traficantes de drogas da região. Outras cinco pessoas ficaram feridas. Amigos e famílias da criança realizaram protesto interditando uma das pistas da Avenida Paralela, em Salvador.

Dois homens e uma mulher chegaram a ser presos pela Polícia Militar suspeitos de participação na quadrilha que realizou o atentado, mas a Polícia Civil disse que eles não se envolveram no caso.

Enterro

A família, os amigos e os vizinhos estavam inconformados no enterro da menina, que aconteceu no cemitério Quinta dos Lazáros. Muito abalada, a mãe dela mal conseguia falar. "Tem que ter justiça, era uma menina inocente", lamentou Iranildes Gomes.

O pai da menina pediu 'justiça' e menos violência. "Essa violência tem que acabar. Ela tinha muitos sonhos pela frente, estudava, gostava de estudar. Era uma menina muito guerreira", disse Carlos Souza.

Segundo Léo Kret, nenhuma briga ocorreu no local para motivar os disparos. A suspeita é de que o alvo fosse alguém envolvido com drogas. "A gente acredita que pessoas de algum grupo rival participassem da festa, provavelmente com envolvimento com droga", disse na época.

Fonte: g1.globo.com

Para página da categoria

Loading...