Vídeo mostra dias de fofura da rainha Elizabeth II

27 de Julho de 2014 14:53

22 0

Cenas da infância de Ellizabeth II e sua irmã, Margaret, foram divulgadas pelo Palácio de Buckingham na abertura da mostra Royal Chidhood

Logo após o casamento de Kate e William, em abril de 2011, a população da Grã-Bretanha já esperava pelo primeiro herdeiro do casal, tanto que especulava-se que a duquesa estaria casando grávida. O desejo do povo foi atendido apenas em dezembro de 2012, quando os futuros pais anunciaram oficialmente a gravidez de Kate. A chegada de George causou frenesi em diversos países, especialmente na Inglaterra. Por lá, produtos com referências ao bebê foram comercializados nos mercados e diversas homenagens foram feitas nas ruas, com bandeiras hasteadas nos prédios do governo, nos navios da Marinha Real e em instalações de defesa.

Logo após o casamento de Kate e William, em abril de 2011, a população da Grã-Bretanha já esperava pelo primeiro herdeiro do casal, tanto que especulava-se que a duquesa estaria casando grávida. O desejo do povo foi atendido apenas em dezembro de 2012, quando os futuros pais anunciaram oficialmente a gravidez de Kate. A chegada de George causou frenesi em diversos países, especialmente na Inglaterra. Por lá, produtos com referências ao bebê foram comercializados nos mercados e diversas homenagens foram feitas nas ruas, com bandeiras hasteadas nos prédios do governo, nos navios da Marinha Real e em instalações de defesa.

Um dia após seu nascimento, George foi apresentado ao mundo em frente ao hospital St. Mary, no bairro de Paddington, em Londres. Aplaudidos pela multidão de curiosos e fotografado pelos muitos paparazzi presentes, o bebê real apareceu nos braços da mãe e ao lado do pai. "Ele tem bons pulmões, isso é certeza. É um menino grande e bem pesado", disse o príncipe William aos jornalistas que faziam campana no local. A primeira aparição oficial do bebê real só aconteceu três meses mais tarde, em seu batizado no Palácio de St. James, em Londres. George vestia o tradicional vestido de renda e cetim, usado pelos membros reais. A roupa é uma réplica de um vestido feito no ano de 1841 para o batizado da filha mais velha da rainha Vitória, a princesa Victoria Adelaide Mary Louisa.

Os pais de primeira viagem sofreram um pouco com o temperamento do primeiro filho. Tanto que, apesar de anunciarem que não contratariam uma babá, acabaram mudando de ideia pouco tempo depois: eles precisavam de ajuda. Segundo a revista Vanity Fair, que ouviu pessoas próximas à família real, George chorava com frequência em seus primeiros meses de vida. As noites mal-dormidas de Kate começaram a se tornar visíveis nos olhos inchados e a aparência de cansada. O bebê só ficou mais calmo aos seis meses de idade, quando a família passou a alimentá-lo com comidas sólidas. “É inquieto e não quer dormir muito”, disse o príncipe William em entrevista ao canal CNN, em agosto de 2013.

Enquanto não assume o trono de verdade, o bebê George já é rei — ao menos da internet. As caretas e gracinhas do filho de William e Kate são tão memoráveis que o garoto acabou ganhando diversas brincadeiras na internet. A página brasileira Baby George te Despreza, por exemplo, retrata o príncipe como uma criança malandrinha, que não se cansa de se vangloriar de sua condição de bebê real.

Seguindo os passos da mãe, Kate Middleton, considerada um ícone fashion, o príncipe George se tornou um dos maiores influentes do mercado de luxo para bebês. Segundo a revista Forbes, marcas de roupa como a da estilista britânica Rachel Riley e da belga Les Petite Abeilles, ganharam visibilidade e ampliaram suas vendas quando George apareceu publicamente usando peças das grifes. Alguns sites e blogs, inclusive, se dedicam a descobrir e informar seus leitores sobre os modelitos usados pelo príncipe.

Fonte: http:

Para página da categoria

Loading...