Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Matheusa foi morta após tentar tirar arma de traficante, diz polícia

7 de Janeiro de 2019 08:45
116 0

Matheusa se identificava como uma pessoa com identidade de gênero não binária, ou seja, que não se via como homem e nem como mulher. De acordo com as investigações, ela chegou ao Morro do 18 no dia 29 de abril após sair desnorteada de uma festa a dois quilômetros dali, no Encantado.

Segundo relatos, Matheusa estava em surto e os criminosos a encontraram transtornada e nua na comunidade. Ela foi cercada e, ao tentar afastar o cano de um fuzil, foi atingida. Matheusa foi levada para o topo da comunidade, onde passou por um tribunal do crime.

A Justiça decretou a prisão dos traficantes Genilson Madson Dias Pereira, o GG, e Messias Gomes Teixeira, o Feio, considerado chefe do tráfico no Morro do 18. Eles são acusados de homicídio doloso e ocultação de cadáver.

O corpo de Matheusa nunca foi encontrado. De acordo com as investigações da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), ela foi assassinada com um tiro de fuzil e o cadáver foi esquartejado e incinerado.

O caso foi reconstituído após uma série de diligência em que os moradores foram ouvidos sobre o caso.

Fonte: g1.globo.com

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0