Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Museu de Hábitos e Costumes de Blumenau abre exposição com brinquedos e jogos de décadas passadas

14 de Abril de 2015 10:01
47 0
Museu de Hábitos e Costumes de Blumenau abre exposição com brinquedos e jogos de décadas passadas

Mostra Uni Duni Tê, Brincando Com Você! segue aberta para visitação até 20 de março de 2016

Um objeto, um cheiro e até mesmo uma música podem nos levar de volta à infância. Mas engana-se quem pensa que apenas os saudosistas vão curtir a exposição Uni Duni Tê, Brincando Com Você!, que abriu as portas na última sexta-feira no Museu de Hábitos e Costumes de Blumenau.

O acervo de brinquedos e jogos de décadas passadas propõe às crianças de hoje uma divertida reflexão sobre a importância de brincar. Até 20 de março de 2016, serão oferecidos quatro espaços no local: brincadeiras passadas de pai para filho, brinquedos artesanais, jogos de tabuleiros e eletrônicos. Em cada núcleo, o público pode brincar ou confeccionar seus próprios itens com materiais recicláveis.

— O grande objetivo é a recreação, por isso não nos prendemos muito à contextualização histórica. A mostra é uma oportunidade para aproveitar o dia em família — explica.

— Hoje vemos as crianças ligadas nos smartphones e tablets desde muito cedo. A proposta da exposição é mostrar a elas como os pais e os avós se divertiam no passado — assinala a professora de arte Karin Lúcia Wiederkehr.

— É essencial que ela aprenda a dividir o que é seu, e isso só é possível através da interação com outras pessoas. A descoberta do mundo real, fora do celular ou da tela do computador, deve começar desde os primeiros anos de vida — aponta.

Além da exposição, ações para crianças e capacitações para professores da região estão previstas na programação de abril. Dia 10, por exemplo, Maria Helena Moratelli fará contação de histórias no local. Já dia 30 haverá uma palestra sobre a importância dos jogos para o desenvolvimento infantil.

— Também é muito importante que o adulto se envolva na brincadeira da criança, ela dá mais valor quando o pai ou a mãe está perto e interage. Sabemos que soltar o filho pra brincar na rua é difícil, vivemos tempos diferentes. Mas o contato com os outros precisa ser mantido para que ele cresça mais feliz — destaca.

Fonte: anoticia.clicrbs.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0