Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

No Santa Carmélia, casinha florida guarda 1º amor que já completa 67 anos

13 de Dezembro de 2018 11:47
65 0
No Santa Carmélia, casinha florida guarda 1º amor que já completa 67 anos

Os dois se conheceram ainda na juventude e ensinam que companheirismo, paciência e tolerância são receitas para o amor de uma vida inteira

“Primeiro pedi pra ela, perguntei se realmente gostava de mim e queria se casar. Quando ela disse sim, fui conversar com o meu pai. O que ele me disse eu guardo até hoje: Casamento é para homem de verdade, se não estiver disposto a honrar o compromisso e o nome, não era pra casar. A segunda coisa, ele me chamou na varanda e disse para olhar bem para a cara dela, se eu fosse tirar ela de casa, precisava tratar ela bem, melhor até que o pai dela. Por último a conversa foi sobre como manter a família, ele perguntou quantos sacos de arroz eu achava que ia precisar para sustentar nós dois, meu cálculo foi de 10 sacos de 60 quilos para durar até a colheita do ano seguinte e o que ele falou depois foi acertado. Além dos 10 sacos pra mim e pra ela, ainda tinha que ter outros 5, para receber as visitas da família e dos amigos, e foi como ele disse que ia ser”, conta Sebastião.

Durante o noivado, ele construiu a primeira casa do casal, feita de madeira com telhado de palha em um cantinho da fazenda do pai. Ali, apesar da vida dura, o casal foi feliz por muitos anos, entre as paredes de tábuas. Longe da cidade, um ajudava o outro e durante a gravidez de Tereza, Sebastião cuidava pessoalmente da alimentação da esposa, fazendo canja de galinha bem gorda e farinha de milho triturada no pilão, tudo produzido por eles mesmos, dieta exclusiva que ela começava a seguir cerca de 4 dias antes do parto. Além da comida, Sebastião também fazia unguento com mentrasto, erva medicinal encontrada no mato, para passar nas pernas de Tereza na noite anterior ao nascimento do bebê, para facilitar a “boa hora”.

Fonte: campograndenews.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0