Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Vendaval destrói casas em São Francisco de Paula e deixa pelo menos um morto

12 de Março de 2017 18:51
172 0
Vendaval destrói casas em São Francisco de Paula e deixa pelo menos um morto

Moradores relatam ter visto cone de vento, e há suspeita de tornado

Mais cedo, os Bombeiros chegaram a informar que uma criança também havia morrido, mas a informação foi retificada. No entanto, segundo a soldado Jéssica Assmann, do Corpo de Bombeiros, há confirmação da morte de apenas um homem: Claudemir Gomes de Freitas, de 24 anos, que morava no bairro Gaúcha e não resistiu a um traumatismo craniano.

Muitas casas foram arrastadas ou destruídas pelo vento, e a cidade está coberta de escombros, madeira e cacos de vidro. Árvores bloqueiam parcialmente a RS-235, na entrada da cidade, mas o trânsito está liberado.

A Defesa Civil suspeita que a cidade tenha sido atingida por um tornado, o que ainda não foi confirmado por meteorologistas. Moradores relatam ter visto um cone de nuvens se aproximar. "A condição meteorológica era muito favorável a tornado, mas a confirmação dependerá de análise dos danos", destaca a meteorologista da Metsul Estael Sias. Em julho de 2003, o município foi atingido pelo fenômeno. Na época, uma pessoa morreu de ataque cardíaco.

"Foi muito rápido. O céu preteou e ventou muito", contou Rozi Terezinha da Rosa Reis, moradora do bairro São Miguel. A família, de quatro pessoas, acordou com as paredes da casa tremendo com a força do vento. De repente, a casa, que fica à margem de um barranco, "levantou e saiu voando". Os moradores tiveram apenas escoriações. No entanto, uma vizinha deles, que dormia no momento, foi arrastada ainda na cama até o terreno deles, e atingida por um roupeiro que tombou.

Treze equipes de bombeiros, com 10 profissionais casa, trabalham na cidade, com auxílio das corporações de Canela, Gramado, Rolante, Igrejinha, Três Coroas, Nova Petrópolis e Arroio do Sal. Os bairros mais atingidos pela forte ventania foram Santa Isabel, São Miguel, Gauchinha, Pedra Branca e Querência.

A ventania provocou queda de árvores, destelhamentos em mais de cem residências, prédios e ginásios de escolas e até casas inteiras vieram ao chão. Com muitos fios e postes caídos, parte da cidade está sem energia elétrica e sem sinal de telefone. Ainda há expectativa de falta d'água nas próximas horas.

As famílias atingidas estão sendo cadastradas pela prefeitura para receber doações no Ginásio Municipal de Esportes. Pelo menos 300 pessoas já se registraram.

A necessidade maior é por lonas, colchões, cobertores, alimentos e material de higiene. A prioridade é garantir o básico, disse o vice-prefeito, Tiago Teixeira.

"Por onde eu passei, está tudo destruído. É coisa que a gente só vê na TV", afirma o empresário Leandro Krummenauer. Morador de Três Coroas, ele tem uma serralheria em São Francisco de Paula. O local teve 80% de destruição. "Subi hoje assim que soube e fiquei chocado. Vi casas caídas uma sobre as outras e muita gente chorando. Tem bombeiros e resgate chegando a todo momento", destaca Leandro que ainda se lembra da destruição causada pelo tornado de 2003. "O que aconteceu hoje é muito pior do que o daquele ano. Está tudo destruído, no chão mesmo. São bairros pobres os atingidos e isso piora a situação."

O município deve decretar situação de calamidade nas próximas horas, afirmou o coordenador da Defesa Civil na cidade, Maurício Borges, em entrevista à Rádio Guaíba. Os moradores atingidos precisam de ajuda, como lonas, alimentos, água, colchões. Ginásios e escolas que não foram atingidos estão recebendo a população desabrigada. Os locais também receberão doações. O número total de pessoas desabrigadas ainda não foi apurado.

Na RS-235, ao menos três pinheiros caíram sobre a pista em pontos diferentes. Equipes fazem a limpeza da rodovia e não há bloqueio. De acordo com o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), há lentidão próximo aos locais, mas o trânsito está fluindo. A previsão é que a rodovia esteja totalmente limpa até o fim do dia.

Leia também: Após Maria, premiê de Dominica diz: 'Contaremos mortos ao amanhecer'

Fonte: diariodecanoas.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 0