Receba atualizações de notícias ao minuto sobre os temas mais quentes com a NewsHub. Instale já.

Windows 10 Creators Update: o que vai mudar no seu computador?

11 de Abril de 2017 10:00
128 1
Windows 10 Creators Update: o que vai mudar no seu computador?

O Windows 10 Creators Update, de acordo com Microsoft, estará disponível para todos os usuários que possuem o último sistema operacional da companhia, nesta terça-feira (11). Não importa qual compilação do Windows 10 esteja instalada no PC, todos receberão a build 10563, que contará com diversas novidades para quem cria conteúdo, principalmente em formato 3D.

Antes do lançamento oficial, o usuário poderia baixar a última versão do sistema operacional através do “Assistente de Atualização”. O Windows 10 Creators Update é a maior atualização do sistema em 2017. Antes de conhecer o que vai mudar no seu computador, saiba como fazer a atualização.

O Creators Update traz mudanças sutis no aspecto visual do Windows 10. A principal alteração que os usuários podem perceber está no Menu Iniciar, que agora pode agrupar blocos em pastas, assim como na versão mobile do sistema. Além disso, através das configurações, o usuário pode optar se quer manter a lista de arquivos instalados no Menu Iniciar ou apenas os blocos dinâmicos.

Tentando aproximar novamente o sistema operacional desktop da experiência mobile, tanto o Menu Iniciar, quanto a Cortana, podem ser usados em tela cheia. Esta função também pode ser útil para quem possui notebook com tela sensível ao toque.

Outra pequena mudança no aspecto visual está na opção de compartilhamento. Agora, o Windows 10 abre uma janela com os locais para onde o usuário pode compartilhar uma foto ou vídeo, por exemplo. Antes da atualização, essa função abria uma faixa lateral com o design do Windows 8. Repare a mudança na imagem.

A Cortana também recebeu melhorias no Windows 10. De acordo com a Microsoft, se o usuário estiver em um ambiente silencioso, é possível ditar o comando “Ei Cortana” com até 10 metros de distância que a assistente vai atender. Para que o recurso tenha efeito, vale destacar que é preciso estar em um ambiente silencioso, pois caso contrário, ela não entenderá a sua voz além de 6 metros.

A versão em inglês da Cortana também consegue salvar um histórico das abas abertas no Microsoft Edge e sincronizar com outros dispositivos que estão usando o mesmo Microsoft ID— aquele e-mail usado para se conectar aos serviços da empresa. Não há previsão deste recurso chegar para a Cortana brasileira.

O navegador Microsoft Edge foi o aplicativo que mais ganhou novidades com a chegada do Windows 10 Creators Update. A “Reserva de guias”, por exemplo, permite que usuário guarde as abas abertas em uma janela separada para que, desta forma, mantenha o seu foco no que for mais importante, sem perder os assuntos que podem ser lidos com calma em outra ocasião.

O Microsoft Edge também trará ferramentas para melhorar a leitura de eBooks da Windows Store, ferramentas de realidade virtual, opções de compras com a carteira digital Microsoft Wallet e, por último, liberar o acesso dos desenvolvedores às novas APIs — o que pode incentivar a criação de mais extensões para o browser que substituiu o Internet Explorer.

O Windows 10 Creators Update traz um aplicativo chamado Paint 3D, que permite ao usuário criar desenhos em três dimensões. O app possui as mesmas ferramentas do Paint tradicional, mas inclui as opções 3D, além de trazer uma coleção de adesivos e efeitos.

O Game Mode do Windows 10 ganhou uma nova função que promete aumentar o desempenho dos jogos na plataforma. Quando um jogo estiver sendo executado, o sistema operacional vai mover recursos para ele e dar menos prioridade para outras funções e aplicativos.

Tanto o PC quanto o Xbox One, quando atualizados, vão ganhar integração com o Beam, o serviço de streaming de games oficial da Microsoft e concorrente do Twitch. Para ativar uma transmissão, basta acionar a Barra Game Mode através do comando ''Win + G'' no teclado, assim como é usado para capturar imagens e vídeos da tela.

Assim como o Paint 3D, o Microsoft Windows Defender também foi redesenhado para a plataforma universal do Windows (UWP, sigla em inglês). Desta forma, ele deixou de ser apenas um antivírus e tornou-se uma central de segurança do sistema operacional, como proteção, ferramentas para controle familiar e administração de uso para navegadores e outros apps. Tudo isso sem deixar de lado o tradicional Firewall e a busca por malware.

Fonte: techtudo.com.br

Partilhe nas redes sociais:

Comentários - 1
Thiago Almeida

12 de Abril de 2017 00:34

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os , denuncie. Leia as para saber o que é impróprio ou ilegal.